Homenagem a Julinho Botelho e ao União Rio Branco E. C.


Homenagem a Julinho Botelho e ao União Rio Branco E. C.

Sábado | 23 de maio, 2020 | 14h          Publicação conjunta com Alô Tatuapé

 


PROJETO CINQUENTÁRIO – RARA EXPERIÊNCIA AGORA É MUNDIAL


Há 58 anos, o “Flecha Ligeira” fundava um time integrado por garotos, boleiros e veteranos. Três anos antes, o ponta-direita da Seleção Brasileira calava o maior estádio do mundo.

 

 

Consagrado na Fiorentina, jogador do Palmeiras e integrante da “academia de futebol”, ídolo dos dois times e de uma legião de fãs, completaria 91 anos no dia 29 julho de 2020. O União Rio Branco E.C. chega aos 58 anos e um pequeno trecho dessa história brilhante foi divulgada por um dos jogadores mais antigos do clube na atualidade, Amândio Martins.

Em uma live no Instagram que foi ao ar no dia 21 de maio de 2020, ele citou o Projeto Cinquentenário realizado no ano 2012 em parceria com o jornalista e escritor Gerson Soares. O Alô SP encarregado da execução do projeto original, criou e publicou no dia 17 de maio de 2020, uma nova experiência que está sendo proporcionada aos leitores e admiradores do futebolista. Com o acesso online e público da revista originada pelo Projeto Cinquentenário, uma parte da trajetória do ídolo brasileiro e italiano agora pode ser lida e vista em todo o mundo.

Origens

O Projeto Comemorativo Cinquentenário, alusivo aos 50 anos do clube (1962-2012), fundado no bairro da Penha na Capital Paulista pelo famoso jogador de futebol, deu origem a uma revista composta por 120 páginas que agora pode ser lida em qualquer dispositivo – desktops, celulares e tablets. A elaboração da rara publicação na plataforma ISSUU é uma experiência única e satisfatória.

O ponta-direita Julinho Botelho já foi chamado de “O homem que calou o Maracanã”. Assista ao vídeo que mostra momentos da partida realizada no dia 13 de maio de 1959 entre Brasil 2 x 0 Inglaterra. Primeiro gol convertido por Julinho aos 7 minutos e outro por Henrique, com passe do “Flecha Ligeira”, como o menino da Penha também era conhecido.

 

Clique na imagem para ver a revista completa

 

Saudades

Falecido no dia 11 de janeiro de 2003, há 17 anos, seu exemplo é lembrado com orgulho pelos familiares e amigos. Em 2017, a Federação Paulista de Futebol publicou o artigo que pode ser lido aqui: “Há 14 anos, falecia Julinho Botelho, o ‘homem que calou o Maracanã”.

O Palmeiras também lembrou o seu ídolo com uma publicação que começa recordando o dia 7 de setembro de 1965, quando todo o time da “academia” foi convidado para ser a própria Seleção Brasileira de Futebol, vencendo os poderosos uruguaios por 3 x 0 na inauguração do Estádio Mineirão. Os artigos podem ser lidos aqui.

Há 8 anos o Projeto Cinquentenário do Rio Branco

A publicação “Cinquentenário União Rio Branco E.C. – Time fundado por Julio Botelho” demandou um ano para ser concluída. Produzida em nobre formato, a revista resgata todo o envolvimento, os fatos e a memória que englobaram essa fase da brilhante carreira e o exemplo deixado por aquele que é até hoje considerado um dos gênios do futebol brasileiro pelos maiores cronistas do esporte.

“A revista do Rio Branco, depois de pronta, continuamos acrescentando mais algumas páginas. Foi como naqueles filmes que de tão bons não queremos que cheguem ao fim. Revendo as imagens volto a me emocionar com a felicidade que este trabalho ainda proporciona – Gerson Soares. ”